Magia Zen

Atração do Amor Universal Místico e Esotérico

Magia do Axolote

Axolote é um nome asteca, que numa tradução aproximada significa “monstro aquático”, e na mitologia asteca era a evocação do deus Xoloti.

É uma espécie de salamandra, supersimpática, típica do México.

Sorridente, com pele rosada e podendo medir de 15 a 45 cm embora o comprimento mais comum seja 23 cm, certamente faria sucesso como personagem de um filme infantil.

O “penteado” exótico, de guelras avermelhadas que lembram penas, ajuda a compor o visual.

Os axolotes possuem características típicas do estado larval das salamandras, incluindo brânquias externas e barbatanas caudais desde o final da cabeça prolongando se por toda a extensão da cauda. Isso ocorre porque esses anfíbios apresentam tireoide rudimentar e não há liberação de hormônios tireoideanos, essenciais na metamorfose de anfíbios.

Quando um axolote recebe hormônio tireoidiano, transforma-se em animal adulto com características terrestres: pulmão e patas e perda da cauda por reabsorção, e essa metamorfose ocorre naturalmente.

As cabeças são amplas e possuem olhos sem pálpebras.

Ao contrário do que ocorre com seus parentes próximos, como sapos e rãs, que passam a viver na terra quando deixam as formas larvais, os axolotes permanecem na água por toda a vida.

O seu único habitat natural consiste dos lagos próximos da Cidade do México.

A parte não-fofa da história: ele é considerado iguaria e apreciado em caldos e pela medicina naturista (como vitamínico), em algumas partes do país (México).

Mais um Elemental maravilhoso…

 

Sem comentários :(

Spam protection by WP Captcha-Free