Magia Zen

Atração do Amor Universal Místico e Esotérico

Silence Day

 Por Uma Conexão de Paz

 

Embora muitos não saibam, dia 12 de março é comemorado o dia do silêncio em Bali e 7 de maio no resto do mundo.

O silêncio é essencial para acalmar o mundo, acalmar a terra… a energia positiva que se faz presente precisa do silêncio, da não conturbação das palavras e do barulho para que se possa fazer permanente.

É sabido que quando movemos um dedo movemos bilhões de células ao nosso redor.

Uma palavra, várias palavras pode mudar a sintonia da Paz Universal para tumulto.

Vivemos em uma só sintonia de conturbações de palavras não positivas, barulho de automóveis… brigas e a insanidade composta por palavras que ferem e que de certa forma muda a sintonia que poderia ser totalmente positiva para negativa.

A constante conversa com os amigos e família que na maioria das vezes não são exatamente negativas mas que se torna cansativo para a sintonia de paz em que todos deveriam estar, tal sintonia poderia ser substituída pelo silêncio, a sincronicidade no olhar, no observar, na Paz do silêncio que modifica o nosso estado de ansiedade para estado permanente de Paz.

Em Bali, na Indonésia o ano novo é comemorado nesse dia, dia 12 de março.

Contrario ao resto do mundo esse é o dia em que todas as falações, barulhos de carros, energias contrárias as que constantemente estamos mesmo sem sabermos de onde vem são proibidos e adotado no lugar o exercício de reflexão, reserva e quietude.

Em Bali dia 12 de março é o dia em que tudo para, em que o silêncio se torna permanente por um dia; dia em que a sintonia significa paz e quietude. Eu adotei esse dia também como dia do silêncio, dia em que todos deveriam no lugar de falar tanto, refletir, meditar mesmo que seja por uma parte do dia.

Estamos todos em sintonia e se podemos adotar um dia como o nosso dia de silêncio chegaremos a uma inteira sintonia de Paz com o Universo que não precisa do nosso barulho para se tornar positivo, do contrário.

Vamos tentar silenciar nem que seja por uma parte do nosso dia amanhã, já existe uma parte do mundo que estará em silêncio.

Que tal aproveitar essa sintonia e também silenciar!

Não é uma obrigação, no entanto quando o mundo se une em favor da Paz e da sintonia positiva, o sentimento de obrigações deixa de existir e no lugar a certeza de que estamos aqui para fazermos parte da paz que deveria e pode ser constante em nossas vidas e que depende unicamente da nossa força de vontade para existir.

 

Tenham um perfeito dia de silêncio e Paz.

 

Por: Fatima Nunes

www.balisun.com.br/ano-novo-em-bali/

Namaskar.

 

Um pouco da Magia da Primavera para você

A primavera é a estação do ano que se segue ao Inverno e precede o Verão.

É tipicamente associada ao reflorescimento da flora e da fauna terrestres.

A Primavera do hemisfério norte é chamada de “Primavera boreal”, e a do hemisfério sul é chamada de “Primavera austral”.

A “Primavera boreal” tem início, noHemisfério Norte, a 21 de Março e termina a 21 de Junho.

A “Primavera austral” tem início, no Hemisfério Sul, a 22 de Setembro e termina a 21 de Dezembro.

Do ponto de vista da Astronomia, a primavera do hemisfério sul inicia-se no equinócio de Setembro e termina no solstício de Dezembro, no caso do hemisfério norte inicia-se no equinócio de Março e termina no solstício de Junho.

Como se constata, no dia do equinócio o dia e a noite têm a mesma duração. A cada dia que passa, o dia aumenta e a noite vai encurtando um pouco, aumentando, assim, a insolação do hemisfério respectivo.

Estas divisões das estações por equinócios e solstícios poderão ser fonte de equívocos, mas deve-se levar em conta a influência dos oceanos na temperatura média das estações. Na Primavera do hemisfério sul, os oceanos meridionais ainda estão frios e vão aos poucos aquecendo, fazendo a Primavera ter temperaturas amenas ao longo desta estação.

A entrada da cada estação consta na roda do Ano Pagão, e assim a cada estação, uma comemoração.

A Roda do Ano é o que simboliza a concepção de tempo dos pagãos e principalmente a dos Celtas e que era um tanto quanto diferente da atual.

Eles não viam o tempo de forma linear, mas circular, cíclico.

Seus calendários levavam em conta não só o ciclo solar, como é o nosso, mas também o ciclo lunar.

Originários da tradição celta, os Sabbats ocorrem oito vezes ao ano, levando-se em conta a posição da Terra com relação ao Sol: Equinócios e Solstícios.

Nessas ocasiões, na Wicca, são homenageadas duas divindades: a Deusa Mãe, ou simplesmente a “Deusa”, que simboliza a própria terra, e o Deus Cornífero, O Gamo Rei, protetor dos animais, dos rebanhos e da vida selvagem.

Já em outros ramos do Paganismo, outros Deuses são adorados, pois que nem todos tem essas duas únicas figuras centrais.

Ostara, na primavera, está relacionada com festividades que se celebram durante o equinócio.

21 de Março (Hemisfério Norte) e 21 de Setembro (Hemisfério Sul).

Agora noite e dia são iguais.

Em Ostara o Sol aumenta em poder e a terra começa a florescer.

Na época do equinócio de primavera, os poderes da fase de armazenamento do ano são iguais aos da escuridão do inverno e da morte.

Para muitos pagãos, o jovem Deus, com seu chamado de caça, mostra o caminho com dança e celebração.

Outros dedicam essa época do ano a Eostre, a Deusa anglo-saxã da fertilidade.

Para os wiccanos também é época de começar a plantar, época do amor, de promessas e de decisões, pois a Terra e a natureza despertam para uma nova vida.

Magia dos Sabbats

 

As práticas Pagãs, dando destaque maior à Wicca, se expandiram de uma forma inacreditável pela América do Norte e Europa.

Hoje o número de Bruxos somam aproximadamente 250.000 nos EUA, ultrapassando inúmeras religiões tidas como convencionais, dentre as quais o Budismo e o Universalismo Unitário.

O Censo canadense de 1991 registrou 5.530.000 Neo-pagãos que seriam compostos principalmente de Wiccanianos, outra pesquisa realizada em 1997 constatou a existência de 12 milhões de Bruxos em todo o mundo. Porém, acredita-se que o número atual é muito maior, pois muitos não expõem sua condição religiosa publicamente.

A Wicca é formada por grupos de tradições religiosas, alguns estão fortemente estruturados, enquanto que a maioria é eclética. Muitos, talvez a maioria dos Wiccans sejam praticantes solitários.Os Wiccans adoram uma deusa e seu consorte, um deus cornífero.

Seu símbolo principal é o pentagrama ereto (uma estrela de cinco pontas com duas pontas para baixo e uma para cima), às vezes dentro de um círculo para dar forma a um pantáculo.

Seus grupos são chamados covens, sua regra de comportamento é chamada Rede Wicca que significa : “faça o que desejar, desde que não prejudique ninguém, inclusive você mesmo”.

Aos Wiccans não é permitido dominar, manipular, controlar, ou prejudicar o outro!

 

Festivais são celebrados, denominados Sabbats.

 

A “Roda do Ano”, os 8 Sabbats, são celebrados a cada ano pelos Bruxos, prática originada pelos povos antigos que celebravam a passagem do ano de acordo com as estações do ano, épocas de colheita e lactação de animais.

Os quatro Sabbats principais (ou grandes) correspondem ao antigo ano gaélico e são chamados de Imbolc (Candlemas), Beltane, Lammas (Lughnassad) e Samhain.

Os quatro menores são Ostara (Equinócio de Primavera), Litha (Solstício de Verão), Mabon (Equinócio do Outono) e Yule (Solstício de Inverno).

Ao contrário da imagem que muitas pessoas têm do Sabbat dos Bruxos, eles não constituem uma ocasião em que as Bruxas se reúnem para realizar orgias, lançar encantamentos ou preparar poções misteriosas.

A magia raramente é realizada, se é que isso acontece, num Sabbat de Bruxos.

O Sabbat, infelizmente tem sido confundido também com a “Missa Negra” Satânica ou “Sabbat Negro”, sendo esse outro conceito errado que muitas pessoas têm e que é decorrente de séculos de propaganda antipagã da Igreja, do medo, da ignorância e da imaginação excessiva dos escritores desde a Idade Média.

Uma Missa Negra não é um Sabbat de Bruxos, mas uma prática satânica que parodia o principal ritual do Catolicismo e que inclui supostamente o sacrifício de bebês não batizados, orgias sexuais pervertidas e a recitação de trás para frente do “Pai Nosso”.

Nada disso jamais acontece nos Sabbats dos Bruxos.

Não há sacrifícios (humano ou animal), não há o que chamam de magia negra, não há rituais anticatólicos.

Os Sabbats são apenas datas em que os pagãos celebram a vida e tudo que nela existe, celebram a Natureza, dançam, cantam, deleitam-se com alimentos pagãos e honram as deidades da Religião Antiga (principalmente a Deusa da Fertilidade e Seu Consorte, o Deus).

Em certas tradições wiccanas, a Deusa é adorada nos Sabbats de Primavera e do Verão, enquanto o Deus é homenageado nos Sabbats do Outono e do Inverno.

A celebração de cada Sabbat é uma experiência espiritual intensa e sublime que permite aos wiccanos permanecerem em equilíbrio harmonioso com as forças da Mãe Natureza.

 

Veja agora as datas de comemorações Sabbaticas:

 

Data dos Sabbats no Hemisfério Sul

Samhain 1 de Maio

Yule 21 a 23 de Junho (Solstício)

Imbolc 30 de Julho

Ostara 21 a 23 de Setembro (Equinócio)

Beltane 31 de Outubro

Litha 21 a 23 de Dezembro (Solstício)

Lammas 1 de Fevereiro

Mabon 21 a 23 de Março (Equinócio)

 

 

Data dos Sabbats no Hemisfério Norte

Samhain 31 de Outubro

Yule 21 a 23 de Dezembro (Solstício)

Imbolc 1 de Fevereiro

Ostara 21 a 23 de Março (Equinócio)

Beltane 1 de Maio

Litha 21 a 23 de Junho (Solstício)

Lammas 1 de Agosto

Mabon 21 a 23 de Setembro (Equinócio)

 

Homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Esta é uma homenagem às nossas mães, avós e irmãs ou as mulheres que vieram e foram ao longo dos séculos e as mulheres que estão aqui hoje tomando seu lugar, mulheres como eu e você.

 

Esta é uma homenagem às mulheres de todas as esferas da vida.

 

Não importa de onde vieram ou que posição ou status pertencem, elas geram e amam a vida.

 

Hoje é o dia de refletir seu valor e espaço, sua presença e ausência, seu amor…

 

Por isso, vamos homenagear e celebrar a vida destas mulheres através de celebrar nossas próprias vidas preciosas.

 

Vamos celebrar nossos próprios talentos e qualidades únicas passados de avós para mães e filhas sem poupar esforços.

 

Vamos reconhecer e homenagear a mãe, a irmã, a tia e a avó dentro de nós mesmos lembrando que, como uma vela acesa que iluminou a escuridão, nós também precisamos honrar e estimar a luz dentro de nós mesmos e uns aos outros para dar luz para o mundo que nos rodeia.

 

Viva aquela que dá vida!!!

Dia de Finados na Visão Espírita

 Recebi este e-mail para postar no MagiaZen, e à pedidos, deixo aqui o texto para quem gosta do assunto…

 

Finados na Visão Espírita

O hábito de visitar os mortos, como se o cemitério fosse sala de visitas do Além, é cultivado desde as culturas mais remotas. Mostra a tendência em confundir o indivíduo com seu corpo. Há pessoas que, em desespero ante a morte de um ente querido, o “VISITAM” diariamente. Chegam a deitar-se no túmulo. Desejam estar perto do familiar. Católicos, budistas, protestantes, muçulmanos, espíritas – somos todos espiritualistas, acreditamos na existência e sobrevivência do Espírito.

Obviamente, o ser etéreo não reside no cemitério. Muitos preferem dizer que perderam o familiar, algo que mostra falta de convicção na sobrevivência do Espírito. Quem admite que a vida continua jamais afirmará que perdeu alguém. Ele simplesmente partiu. Quando dizemos “perdi um ente querido”, estamos registrando sérios prejuízos emocionais. Se afirmarmos que ele partiu, haverá apenas o imposto da saudade, abençoada saudade, a mostrar que há amor em nosso coração, o sentimento supremo que nos realiza como filhos de Deus. Em datas significativas, envolvendo aniversário de casamento, de morte, finados, Natal, Ano Novo, dia dos Pais, dia das Mães, sempre pensamos neles.

 

COMO PODEMOS AJUDAR OS QUE PARTIRAM ANTES DE NÓS?

Envolvendo o ser querido em vibrações de carinho, evocando as lembranças felizes, nunca as infelizes; enviando clichês mentais otimistas; fazendo o bem em memória dele, porque nos vinculamos com os Espíritos através do pensamento. Além disso, orando por ele, realizando caridade em sua homenagem, tudo isso lhe chegará como sendo a nossa contribuição para a sua felicidade; a prece dá-lhe paz, diminui-lhe a dor e anima-o para o reencontro futuro que nos aguarda.

 

PODEMOS CHORAR? 

Podemos chorar, é claro. Mas saibamos chorar. Que seja um choro de saudade e não de inconformação e revolta. O choro, a lamentação exagerada dos que ficaram causam sofrimento para quem partiu, porque eles precisam da nossa prece, da nossa ajuda para terem fé no futuro e confiança em Deus. Tal comportamento pode atrapalhar o reencontro com os que foram antes de nós. Porque se eles nos visitar ou se nós os visitarmos (através do sono) nosso desequilíbrio os perturbará. Se soubermos sofrer, ao chegar a nossa vez, nos reuniremos a eles, não há dúvida nenhuma.

 

ENTÃO OS ESPÍRITAS NÃO VISITAM O CEMITÉRIO?

Nós espíritas não visitamos os cemitérios, porque homenageamos os “vivos desencarnados” todos os dias. Mas a posição da Doutrina Espírita, quanto as homenagens (dos não espíritas), prestadas aos “MORTOS” neste Dia de Finados, ao contrário do que geralmente se pensa, é favorável, DESDE QUE SINCERAS E NÃO APENAS CONVENCIONAIS.

 

Os Espíritos, respondendo a perguntas de Kardec a respeito (em O Livro dos Espíritos), mostraram que os laços de amor existentes entre os que partiram e os que ficaram na Terra justificam esses atos. E declaram que no Dia de Finados os cemitérios ficam repletos de Espíritos que se alegram com a lembrança dos parentes e amigos. Há espíritos que só são lembrados nesta data, por isso, gostam da homenagem; há espíritos que gostariam de serem lembrados no recinto do lar. Porque, se ele desencarnou recentemente e ainda não está perfeitamente adaptado às novas realidades, irá sentir-se pouco à vontade na contemplação de seus despojos carnais; Espíritos com maior entendimento, pedem que usemos o dinheiro das flores em alimento aos pobres. Portanto, usemos o bom senso em nossas homenagens. Com a certeza que ELES VIVEM.E se eles vivem, nós também viveremos. E é nessa certeza que devemos aproveitar integralmente o tempo que estivermos encarnados, nos esforçando para oferecer o melhor de nós em favor da edificação humana. Só assim, teremos um feliz retorno à pátria espiritual.

 

 

Compilação de Rudymara

http://grupoallankardec.blogspot.com

 

Magia em Homenagem ao Dia das Crianças

Ser criança é viver no mundo da magia, é mágico!

Outubro, mês das crianças e da magia, tudo muito natural…

Você sabia que o Dia das Crianças foi comemorado antes mesmo do Dia dos Pais e Dia das Mães?

A data exata é desconhecida, mas pode ser rastreada em 1856, quando Rev. Charles H. Leonard pastor da Igreja Universalista de Massachusetts designou um domingo por ano, como um dia para se dedicar as crianças para a vida cristã.

O Dia das Crianças foi formalmente celebrado em todo o mundo em outubro de 1953, quando a União Internacional para o Bem Estar Infantil, em Genebra, patrocinou o dia.

Então, em 1954 Krishna Menon , nacionalista indiano e Político, votou para um Dia das Crianças Universal, que foi oficialmente reconhecido pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 1959.

Não importa quem vou ser, importa ter amor no coração!

O Dia Mundial da Criança é oficialmente 20 de novembro, data que a ONU reconhece como Dia Universal das Crianças por ser a data em que foi aprovada a Declaração dos Direitos da Criança. Porém, a data efetiva de comemoração varia de país para país.

O Dia das Crianças é um dia reservado para respeitar as personalidades das crianças e para celebrar a sua felicidade.

O evento é comemorado em vários dias em muitos lugares ao redor do mundo, e em nosso país é no dia 12 de Outubro que é dia da Padroeira do Brasil também.

É o Dia em que se celebra a aprovação da Declaração dos Direitos da Criança!

O MagiaZen deseja a todas as crianças do mundo um Amor Incondicional e o Respeito Merecido por todos adultos.

Que nossas crianças possam crescer dignas e humanas.

A vida precisa da consciência dos adultos de hoje, então, vamos colaborar para que nossas crianças reconheçam num futuro que fizemos parte de um mundo melhor…

 

A Mãe Natureza agradece!

 

Veja as datas em outros países na wikipédia.

 

 

 

Quem é pai sabe: um filho é alegria e motivação

Quem é filho sabe: Pai é referência, segurança e carinho

Magia na origem do Dia dos Pais

Ao que tudo indica, o Dia dos Pais tem uma origem bem semelhante ao Dia das Mães, e em ambas as datas a idéia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares e o respeito por aqueles que nos deram a vida.

Conta a história que em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do veterano da guerra civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a idéia de celebrar o Dia dos Pais. Ela queria homenagear seu próprio pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho. Algumas fontes de pesquisa dizem que o nome do pai de Sonora era William Jackson Smart, ao invés de John Bruce Dodd.

Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém. Então, em 1910, Sonora enviou uma petição à Associação Ministerial de Spokane, cidade localizada em Washigton, Estados Unidos. E também pediu auxílio para uma Entidade de Jovens Cristãos da cidade. O primeiro Dia dos Pais norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos.

A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Por fim, em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a idéia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais (alguns dizem que foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972).

No Brasil, a idéia de comemorar esta data partiu do publicitário Sylvio Bhering e foi festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família.

Sua data foi alterada para o 2º domingo de agosto por motivos comerciais, ficando diferente da americana e européia.

PARABÉNS À TODOS OS PAIS!

Dia das Mães

Uma homenagem do MagiaZen à todas as mães

Domingo das mães é comemorado no mundo todo e desde a época dos gregos e troianos.

Ser mãe…

Ser mãe é o maior presente que a vida já deu.

Ser e Ter mãe é a certeza de uma vida completa.

Mãe quer sempre o melhor para o filho, mesmo errando.

Mãe está sempre ali, para dar colo e reerguer seu filho.

Quando a vida dá a oportunidade da mãe ver seus filhos crescerem,

Ela estará sempre grata, mesmo que seu filho desvie do seu caminho.

É ela que dá força para o sucesso do filho.

É ela que mesmo em silêncio te consola com a presença.

Ela cuida, cura, alimenta, carrega, orienta, banha, e … AMA.

Amor de mãe é uma coisa louca, é o maior amor incondicional.

Muitas vezes é difícil a mãe aceitar que seu filho cresceu.

Aceitar que seu filho vai se virar sozinho, ou…

Acreditar que ele já tem responsabilidade suficiente pra se virar.

É difícil deixar a cria ir embora, mas vida é assim.

Agora, vamos combinar, carinho de mãe é inigualável.

Mesmo com as mãos ásperas devido a idade ou seu trabalho,

Sua mão deslizando no rosto de um filho é simplesmente TUDO.

Seu abraço é aconchegante, seu colo e cafuné é relaxante.

Seu cheiro é gostoso, sua voz é a mais linda, sem dizer que,

Para um filho sua mãe é sempre a mais linda do mundo.

Se você é mãe, abrace e beije muito seu filho;

Se você é filho, abrace e beije demais sua mãe.

Estes são os carinhos mais sinceros do mundo!

QUEM ÉS TÚ MULHER?

Sou quase como vocês homens.
Sou guerreira, justiceira,
cumpridora de meus deveres, mas
desconhecida de meus direitos.

Sou a mulher que traz o odor de cebola nas mãos;
também sou a mulher que traz o aroma de uma flor na pele.
E sou a mulher que transpiro e derramo suores.

Quem és tu mulher?

Sou tua mulher;
sou tua mãe,
sou mãe de teus filhos,
sou tua namorada,
sou tua amiga,
sou mulher.

Trago no olhar as lágrimas de um sofrimento e de uma dor,
também transpareço neles o brilho de uma felicidade.
E demonstro no sorriso o sentimento de uma perda e
ao mesmo tempo o valor de uma conquista.

Mas quem és tu mulher?

Sou mãe,
sou advogada,
sou médica,
sou faxineira,
sou mulher-da-vida,
sou professora.
sou também a flor que encanta seu jardim,
a estrela que ilumina o seu céu, mesmo em noites de escuridão.

Eu sou mais do que mulher…
Sou a flor de seu jardim,
que espera ser regada pela água da sua fidelidade;
que espera ser condimentada pela sua confiança e
que espera ser colhida por suas mãos cheias de Amor.

Mas quem és tu homem?
(Roni Roque da Silva)

Dia Internacional da Mulher!

A história do Dia Internacional da Mulher é uma história de agito. O evento surgiu em 1908 quando as mulheres em greves demonstraram que procuravam melhores condições de trabalho em Nova York.

Elas trabalhavam em condições terríveis, ganhavam metade do salário dos homens, morriam prematuramente de saúde e não tinham direito a voto.

Em 1910, uma conferência internacional de mulheres, resolveu que cada ano um dia deve ser reservada aos pedidos da imprensa para as mulheres.

Desde então, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado em todo o mundo, anualmente, no dia 8 março. Desde a sua criação o Dia Internacional da Mulher ficou para a igualdade entre homens e mulheres.

Dia Internacional da Mulher é uma importante ocasião que oferece oportunidade para as comunidades locais a reconhecer e celebrar conquistas das mulheres e da contribuição que elas continuam a fazer cada uma em sua área.

O MagiaZen não podia deixar de prestar uma homenagem para as mulheres, e principalmente as Bruxas que também lutam contra preconceitos de sociedade e religião, por falta de conhecimento destes sobre nossa cultura e origem.

O Dia Internacional é da;

Mulher, Esposa, Mãe, Filha, Irmã, Profissional, Bruxa, Amiga, Escritora, Pagã, Beata, Auxiliar, Dona, Colega, Tia, Professora, Namorada, Avó, Apresentadora, Sobrinha, Feiticeira, Aluna, Paciente, Doutora, Madre, Tutora, Madrasta, Madrinha, Vizinha, Aposentada, Viúva, Solteira, Rica, Pobre, mas acima de tudo…

Mulher, o poder da criação, a fertilidade da vida, a doçura da feminilidade, a delicadeza na evolução, o perfume das flores na selva de pedra.

PARABÉNS À TODAS NÓS!!!