Magia Zen

Atração do Amor Universal Místico e Esotérico

Magia e Poder de um Nó

Desde que o homem deu o primeiro nó, este fascínio inspirou obras de arte e literatura, até chegar na religião onde tomou forte significado.

As referências religiosas de nó aparecem em quase todas as religiões, incluindo:

 

Católica – era tradicional quando chamando um santo católico a se ligar com uma pessoa, esta desse um nó para solicitar o contato.

 

Islã – no Islã Maomé foi curado por um nó e , morreu devido à maldição. A descoberta de desatar o nó quebrou a maldição de salvar a vida de Maomé. No Islã amarrar um nó na barba iria proteger do mau olhado. E enquanto nós em mar seria amarrado para acabar com ventos fortes e violentos. Também é proibido ter qualquer nó na roupa se for visitar Meca.

 

Budista – de acordo com o dicionário de Símbolos (Dicionário Penguin), a desvinculação de um nó é referido como um “processo de libação”.

 

Hinduísmo – nós são comumente associados com os deuses da morte. Em sociedades históricas o nó surgiu e foi registrado sua utilização nas culturas, e também desempenharam um papel importante em suas mitologias. Usados nos casamentos, e por tecelões como símbolos de união. Presos sobre a cabeça para evitar ataques do mal.

 

Em magias e superstições a amarrar e desamarrar dos nós tem grande importância e pode ser usado para curar e orar.

Em Magia dos Nós, os nós ainda são utilizados hoje e desempenham um papel em alguns neo pagãos em rituais de iniciação.

As versões mais comuns de nó usado hoje em dia é um cordão com 7 ou 9 nós atados ao longo do comprimento do cabo de partida no meio com o primeiro nó e adicionando um nó em cada lado, por sua vez (lado esquerdo da nó, em seguida, à direita, em seguida, etc), enquanto um ritmo simples é cantado, tais como:

 

Ao nó de um, o feitiço começou,

Ao nó de dois, a magia se torna realidade,

Ao nó de três, que vem a ser,

Ao nó de quatro, este poder que eu armazenei,

Ao nó de cinco, essa magia inventei,

Ao nó de seis, o feitiço é fixo,

Ao nó de sete, por terra e céu,

Ao nó de oito, ao ciclo do destino,

Ao nó de nove, a “coisa” é minha e esta feito!

 

Uma versão menos comum do cabo de 7 ou 9 nó é o cabo de 40 atado muitas vezes chamado de “Escada da Bruxa” ou “Rosário da Bruxa”.

Este é usado como um contador de reza ou cantos, parecido com o rosário católico.

Fazemos nós todos os dias e sem perceber que estamos com uma ferramenta mágica em mãos, simplesmente amarramos e diariamente perdemos oportunidades de associar a magia neste ato singelo.

Pratique observar o movimento de seus nós e sinta o poder em suas mãos!

Junte nós e palavras, cautelosamente, lembrando do Livre Arbítrio e da Lei de Três, ok!!!

Sem comentários :(

Spam protection by WP Captcha-Free