Magia Zen

Atração do Amor Universal Místico e Esotérico

Bruxa? que ser doido é esse?

Não nos preocupamos se iremos para o Céu, porque voamos nele todos os dias…

Muitos leitores deixam comentários dizendo serem acuados pelo título de ser Bruxa ou Bruxo, e que as pessoas associam maldade ou simples falta de cristandade em ser o que são… Sei bem o que é isso, mas somente uma convivência conosco para verem como somos pessoas do Bem, e como somos do Bem!!!

Ser uma Bruxa não é ser má, fazer o mal e nem ser feia como vimos em desenhos animados ou como a igreja católica atribui ao modo de sermos livres.

Assim como em qualquer “tribo” existem os segmentos bons e os ruins. Assim como existem os puritanos, existem os livres, e ser livre não significa não ter Leis ou responsabilidades para com a vida.

No fundo, hoje podemos perceber o quanto o fanatismo por uma religião é maléfica ao ser humano, quantas mortes na história por disputas religiosas… O que deveria existir era a liberdade de respeitar a vida.

Religião não ajuda pessoas…

Pessoas ajudam pessoas!!!

Onde o grito do Cristianismo proclama uma perseguição santa e um estilo de vida espartano que leva à realização espiritual e iluminação, a bruxa sabe que ela foi colocada na Terra para experimentar tudo que existe na natureza com o melhor de sua capacidade, para desfrutar o que a rodeia, para obter aquilo que ela merece, a chafurdar no milagre do mundo físico.

 A bruxa se entrega a si mesma sem nenhum traço de culpa cristã, pois ela sabe que ela é “da terra”, e por isso ela usa livremente a energia natural desse elemento.

O que a maioria das pessoas implicam ao conviver hoje com uma Bruxa real, é perceber o quanto ela faz e preza o bem, e o quanto foi boato tudo que pregaram na inquisição onde os cristãos da época queimaram pessoas inocentes, por somente serem livres…

Existe uma devoção espiritual da Bruxa a um Deus e uma Deusa, a mãe natureza. E existe um respeito a toda forma pacífica de crença, onde a tolerância ao próximo seja primordial.

A energia que rodeia toda Bruxa é invejável, e essa projeção de força vital vem do seu alinhamento com o nosso planeta, com a natureza.

Experimente usar seu Poder Pessoal para comandar sua vida, use sua energia em prol do seu “EU”, e em seguida perceba o quanto você pode existir nos mínimos detalhes.

Somente você sendo bom pra você mesmo(a) é que poderá ser bom para os outros.

Lembre-se que independente do que é verdade ou mentira, você sabe do seu poder interior de movimento, você sabe quais movimentos fazer para uma mudança, e isso se chama Magia!

A Magia da Bruxa acontece porque ela já experienciou seu poder, já testou seus movimentos, suas atitudes e percebeu sua força.

E isso é ser Bruxa!!!

Fazer acontecer, sem prejudicar ninguém!!!

 

 

 

Magia da Vassoura

Ritual de Limpeza Tradicional

 Este ritual deve ser realizado na segunda-feira…

Primeiro você faz a faxina em sua casa do seu modo tradicional, limpeza comum.

Em seguida tome um banho e vista roupas leves e claras.

Acenda um incenso e uma vela branca…

Pegue sua vassoura mágica e comece a varrer (sem encostar as cerdas no chão, lógico) dos fundos da casa para frente, cômodo por cômodo.

Ao chegar na porta de entrada, final da faxina mágica, abra a porta e jogue para fora tudo que varreu.

Ferva meio litro de água, coloque a água fervente numa vasilha com raminhos de sálvia ou alecrim.

Coloque uma música zen, porém alegre, e dançando salpique com os dedos, gotas desta água aromática por todos os cantos dos cômodos da sua casa.

Se quiser, antecipadamente, compre flores e coloque na sala, renovando toda semana.

A vela e o incenso têm que queimar até acabar, sempre.

Esta é a faxina básica em magia, você pode incrementar com detalhes que ache necessário para o momento de sua vida, tipo colocar sal grosso após a faxina nos cantos da sala, especificar a cor da vela e o cheiro do incenso… enfim, você é Bruxa(o) e sabe o que precisa limpar e corrigir.

Faça faxina mágica toda segunda-feira se quiser.

Magia dos Dragões e seus Elementos

Para os antigos Bruxos e os Alquimistas, os Dragões eram seres dotados de dons mágicos, representando seres divinos, inteligentes e superiores.

Suas dimensões mágicas, os credenciam para que eles possam realizar encantos e magias a partir do domínio dos 4 elementos naturais: Terra, Fogo, Água e Ar.

Nesse sentido, dominando os 4 elementos, os Alquimistas agrupavam e identificavam os Dragões de acordo com cada elemento, tendo capacidades específicas e peculiaridades próprias que os distinguiam entre si.

 

O Dragão do Ar ou alado é representado pelo “mercúrio dos sábios”. Sua característica está voltado para o estado volátil, flexível, onde os seus pontos fortes estão na sua força, inteligência, agilidade de pensamento, liberdade, psique desenvolvida e elevação espiritual. Cores simbólicas: Amarelos e dourados.

 

O Dragão do Fogo ou ígnea, vulgarmente conhecido como “cuspidor de fogo” é representado pelo “enxofre dos sábios”. Sua característica está voltada para a calcinação, o uso da sua força radiante e da energia de autocombustão que cria e destrói. Simbolicamente, a sua injeção de labareda está associada a sua intuição e vontade espiritual. É um ser bastante espiritualizado. Cores simbólicas: Vermelhos e cores quentes.

 

O Dragão da Água ou aquático é representado pelo “sal harmônico”. Sua característica está voltada a sua força fluente e a dissolução da matéria. Este dragão apresenta emoções superiores, baseada na alma, onde o seu inconsciente individual é usado como força de conhecimento. Cores Simbólicas: Azuis e verdes azulados.

 

O Dragão da Terra ou terrestre é representado pelo “chumbo dos sábios” ou “negrume”. Sua característica está voltada para a força de coesão, a matéria e o corpo físico do alquimísta, elementos essencialmente da terra. Cores simbólicas: Marrons e suas variações.

Este é mais um email que recebo de amigos, e este particularmente é de um amigo Bruxo muito evoluído que admiro bastante e que pedi esta informação, e ele mandou… Boa leitura e Bom Ano Novo!

2012 é de: Xangô e Oxum, Shiva, Dragão e Lua

Feliz Ano Novo e Intenso em 2012

Por Alexandre Cumino

Todos os anos vêm o questionamento:

Qual o Orixá regente para este ano?

No Caribe uma comunidade de Sacerdotes de Ifá se reúnem com o objetivo

de identificar qual o orixá regente para o ano.

Para este ano, a regência foi identificada com Xangô e Oxum.

Entre as divindades hindus, o ano foi indicado com regência de Shiva.

O horóscopo chinês indica Ano do Dragão.

A astrologia aponta para regência da Lua (que tem início em Março).

No mínimo, podemos dizer que será um ano intenso e de justiça.

A justiça de Xangô vem atrelada ao amor de Oxum –

mão firme e forte nas relações e na forma de julgar e proceder.

Shiva é o destruidor, principalmente, das energias negativas.

Brama constrói, Vishnu mantém e Shiva destrói.

Este é o ciclo eterno.

O Dragão é o maior ser das realidades essenciais e elementais,

participou da criação dos mundos.

Cada um de nós possui um dragão pessoal,

Segundo o Mestre Rubens Saraceni, devemos

acender uma vela e oferecer a nosso dragão pessoal,

pedindo que nos ampare e proteja neste ano.

Astrologicamente a Lua atua no campo das emoções,

da nossa água, das relações e de nossa sombra.

Um bom ano para colocar em dia as questões mal resolvidas

de você consigo mesmo(a), ou com quem se relaciona.

Aproveite toda esta energia para morrer e renascer neste ano,

mas não se esqueça que todo parto implica DOR.

Vamos aprender a lidar com nossas dores e nossos amores.

Vamos aprender a ter mais profundidade.

Vamos aprender a transformar nossas vidas…

Em 2012 vamos viver com intensidade…

Alexandre Cumino  

 

Como realizar Magia positiva e com segurança

As pessoas perguntam; -como fazer magia do bem?

Só nesta pergunta já demonstra a preocupação em não fazer o mal!

As Bruxas e os Bruxos sabem que é preciso ter cuidado com os pensamentos, com as palavras e principalmente com os desejos.

Fazer Magia é uma arte, é deve ser feita com muito amor e carinho.

Tentar mexer com o destino pode destruir um futuro e determinar um sofrimento desnecessário.

Aprenda a escrever e reler suas magias, faça um roteiro e modifique-o o máximo que puder até ter certeza de que não prejudicará nem você nem ninguém.

Aprenda também a ouvir mais e faça de seu silêncio a sua escola, onde sua observação abrirá novos rumos, e assim no devaneio de seus pensamentos pode surgir ideias para elaborar seus desejos em seus rituais.

E até entender como funciona o potencial de suas magias, faça pequenos feitiços, para poder errar sem grandes danos.

Não tente acelerar o processo de aprendizagem, é demorado, porém garantido e não precisa mesmo ter pressa pois somente com a pratica você irá moldar seu poder em magia.

E de que adianta ir fazendo magia a torto e a direito se o resultado não for o desejado…

Acalme seu coração antes de praticar magia ou alquimia, sinta seu bem estar em alta, não se zangue com o mundo e nem queira as coisas do seu jeito perante uma sociedade, seus desejos precisam acompanhar seu ritmo de vida e respeitar o próximo.

 

EQUILÍBRIO!

Acho importante dosar tudo, desde pensamentos até materiais usados, da vontade até a quantidade, e assim por diante.

 

RESPEITO!

Sem ele, como pode querer ter, se você não der. E não se trata somente de pessoas, tem a natureza, os elementais, os elementos… Respeito em tudo.

 

AMOR!

Muito, muito amor, use e abuse de amor em tudo que fizer, no olhar para seus pertences, no tato em suas ferramentas, no respirar enquanto escreve, na delicadeza em carregar algo, nos pensamentos e nas palavras, use sempre muito amor em tudo…

Amor é o combustível da vida!

 

E a Lei da Vida é Amar…

“-Faz o que tu queres

Há de ser tudo da lei”

 

Pronto, agora escreva seu desejo, analise-o, pegue sua vela e materiais de magia que precisar, faça seu Círculo de Proteção, escolha dia, hora e Fase da Lua, e faça seu Feitiço com respeito, equilíbrio e muito amor…

 

“Blessed Be!”

“Bendito Seja!”

Como ter proteção dos Familiares em Magia

Familiares, os guias dos Feiticeiros..

Quem nos orienta e protege durante as magias?

Magia Familiar!

Vamos falar um pouco sobre os familiares, um termo conhecido de antigas bruxas, magos, xamãs, que remonta ao começo.

Eles são energias maravilhosas que acompanham na jornada mágica e evolutiva de um feiticeiro.

O familiar é quem orienta, protege e assisti seu escolhido dando suporte e base espiritual para que um feiticeiro atue em magia.

As origens estão anos-luz de distância de nós, e é precisamente por esta razão que muitas características são perdidas.

Existem vários tipos de familiares :

Plantas, elementais, anjos ou espíritos, animais, amuletos e talismãs, golens, alguns mais comuns que outros…

O mais comum, na realidade, é fácil encontrar uma bruxa com um gato, e até cachorro como um familiar.

O familiar tem muitas funções, tais como:

– Eles dão energia positiva para fortalecê-lo e permitir que o trabalho mágico de um bruxo seja mais eficaz…

– Advertem seu mestre sobre o perigo, tanto físicos como não físicos, como exemplo, o gato sente os espíritos e adverte a presença…

– Eles são os líderes espirituais que a bruxa ou o xamã têm no plano astral durante o transe de meditação,

– Fortes pela energia positiva que ajuda a bruxa ou xamã para cura…

– Eles explicam a ligação entre os seres humanos, animais e plantas…

– Amam bruxas ou feiticeiros, porque eles estão todos ligados no “além”!

Estes são os diferentes tipos de familiares:

Tipo de Corpo: animal ou planta vivo, que estão em contato próximo com a bruxa, o mago, o xamã, numa conexão emocional, psíquico e profunda magica que dá a Feiticeira e ao Xamã uma energia positiva de proteção.

Elemental: familiar da natureza, embora dificilmente um elemental se ligue a um mestre! São fadas, duendes, gnomos e outros espíritos da natureza, por vezes, os espíritos de criaturas lendárias como unicórnios ou dragões, golens que amam e tomam um objeto como a varinha mágica, um baú de relíquias do mestre, o athame, um talismã ou espelho mágico como uma residência. Nunca subestime os espíritos das pedras.

Angélico: como familiar o anjo pode nos proteger, aconselhar, orientar, alertar sobre os perigos. São persistentes em sua fieldade, nunca abandonam. Com a purificação pode nos ajudar em tempos de aflição, dando energia positiva e de cura física e mental.

Astral: o familiar no plano astral é muito diversificado. Existem várias criaturas, elementais, entidades, bons e maus espíritos de humanos mortos ou animais. Ligam-se ao feiticeiro ou xamã para ser concluído ou tentar sua evolução, mas ajudando sempre.

Estes são exemplos de um familiar, mas somente você consegue perceber qual é o seu familiar.

O mais importante é reconhecer sua existência e passar a valorizar seu apoio.

Uma Síntese da Magia e Wicca

Tradição Pagã

Síntese da Bruxa


Wicca é uma religião baseada na natureza, um desdobramento moderno das tradições pagãs pré-cristãs da Europa.

Existe um Deus e a Deusa, embora não haja Bíblia e nenhuma autoridade central que rege, a religião não reivindica nenhum dogma.

Porém, só se considera um wiccano se obedecer a Lei;

“Sem prejudicar ninguém, faça o que quiser.”

WICCA às vezes chamado de feitiçaria, ou A Velha Religião, representa uma antiga religião de amor à vida e à natureza.

A Wicca é simplesmente uma das religiões mais irresistíveis do mundo, porque ela estimula o intelecto, promove uma maneira simples e prática de vida e, o mais importante, é emocionalmente gratificante.

Wicca celebra os sabás, que marcam as estações do ano.

A bruxa ou bruxo, no coven ou sozinho, usa magia e ervas para direcionar o tempo e a matéria, a fim de alcançar a satisfação psíquica e espiritual.

Bruxas não adoram o diabo!

Bruxaria existiu bem antes ao Cristianismo e não incorpora a crença no Diabo cristão.

Nos últimos 15 anos as crenças em feitiçaria têm evoluído na teoria e na prática.

Os estudos aprofundaram em astrologia, tarô e runas, ervas e pedras, e numerologia.

Reverenciar a natureza e o mundo em que vivemos é a maior prioridade na vida.

Os sábios em magia utilizam o mês lunar, os aspectos dos Esbats e Sabás com muito respeito.

A magia é unida a sabedoria, a visão do mundo moderno e resgates do antigo, a filosofia de vida e no caminho do amor incondicional.

Nossa inteligência nos dá uma responsabilidade única em relação a nosso meio ambiente, pois buscamos viver em harmonia com a Natureza, em cumprimento do equilíbrio ecológico dentro de um conceito evolucionário.

Reconhecendo que há mais de um caminho para a iluminação espiritual e que a Wicca é apenas um de muitos, não abordamos ninguém tentando converter para ser um bruxo e respeitamos todas as formas de religiões.

Em tempos pré-históricos, pessoas respeitavam as grandes forças da Natureza e comemoravam os ciclos das estações e da lua.

As divindades eram o sol, a lua e a própria Terra, as energias criativas do universo eram personificadas: os princípios feminino e masculino eram deusas e deuses.

Não existiam figuras semi-abstratas ou sobre-humanas.

Existiam mulheres e homens, a terra e o céu, plantas e animais, pedras e rochas, rios e mares…

Acreditava-se em espíritos da natureza, inteligências biológicas e muitas vezes poderosos e aliados aos humanos.

Aliados porque como eram respeitados atendiam chamados em rituais e trabalhos de magia.

Até hoje, os elementos da natureza, são vistos como Terra, Ar, Fogo, Água e Espírito, sendo formas científicas da matéria; sólido, líquido, gás e plasma unidos pelo espírito e simbolizados em magia pelo pentagrama.

Todos são necessários e devem estar em equilíbrio, pois são os alicerces da criação e da base da própria vida.

A Terra é a essência da fertilidade e da solidariedade, que alimenta, que liga e dá forma.

O Ar é a essência da inteligência.

O Fogo é a essência da força e da defesa, que anima e ativa.

A Água é a essência das emoções e da fecundidade fazendo coisas maleáveis e flexíveis.

As representações físicas destes elementos são simplesmente as suas formas brutas no mundo material.

De forma celestial, enviados por seres divinos veio uma hierarquia de espíritos chamados Elementais.

A tarefa foi a de governar os elementais dos quatro elementos.

Então os Gnomos vieram para governar a Terra, os Sílfos para controlar o Ar. As Salamandras para comandar o Fogo e as Ondinas para prevalecer sobre a Água.

Os elementos e elementais são atribuídos aos quatro pontos cardeais de um círculo sob os olhos vigilantes dos Guardiões, que estão próximos da fila na hierarquia do mundo espiritual.

Assim, a Terra e gnomos são atribuídos ao Norte, o Ar com os Sílfos para o Sul, o Fogo com as Salamandras ao Leste e a Água com as Ondinas para o Oeste.

Terra:

A Deusa da Lua, o planeta Marte, os signos do zodíaco de Touro, Virgem e Capricórnio, a estação do outono.

É o elemento da estabilidade, ordem e aterramento, da fertilidade e gravidez, nascimento e crescimento, do material e negócios, prosperidade e criatividade.

Como o elemento de onde viemos e para onde voltaremos, é o elemento da morte e renascimento, do começo e fins, e do silêncio.

Ar:

O Deus do Sol, o planeta Vênus, os signos do zodíaco de Gêmeos, Libra e Aquário,a estação da primavera.

É o elemento do intelecto, do estudo, de rever e aprender,e portanto, das ciências.

É o elemento da juventude, da criatividade, da espontaneidade, da comunicação e das viagens.

Fogo:

O Deus do Sol, o planeta Mercúrio, os signos do zodíaco de Áries, Leão e Sagitário, a estação do verão.

É o elemento da resistência, da força física, da força de vontade e da energia.

É o elemento da paixão, da coragem, da proteção, da purificação, da transformação, do caos e da destruição, da vida e saúde, do sexo.

Água:

A Deusa da Lua, o planeta Júpiter, os signos do zodíaco de Câncer, Escorpião e Peixes, a estação do inverno.

É o elemento da sabedoria, da clareza, do senso comum, da experiência vivida, da intuição, emoção, adivinhação e do relacionamento.

É o elemento da cura, dos aspectos de transformação e purificação, mas também representa a morte e o renascimento.

Espírito:

Espírito é o elemento de transcendência,da transformação, da mudança.

Está em todo lugar e em nenhum lugar.

Em todo tempo e em tempo nenhum.

É a força primordial que flui através de todos nós e todas as coisas.

Seus pais são seus melhores amigos,

Então escute-os e respeite-os sempre!!!

Meus pais não querem que eu seja Wicca, posso mentir?

A pergunta que recebo muito!

Pergunta:

Meus pais não querem que eu seja bruxo- eu não posso simplesmente mentir?

Meus pais não acham que eu deveria estudar wicca , pois nossa família é cristã. Estou pensando apenas em dizer a eles que eu não estou estudando Wicca, mas fazê-lo de qualquer maneira e não apenas dizer a eles, mas dizer que sou cristão. Eu tenho um lugar onde posso esconder alguns livros, e eu provavelmente posso encontrar alguém para me ensine em segredo. Posso ou devo mentir, estou certo?

Resposta:

Não, não, mil vezes não.

Se você é menor de idade, gostando ou não os seus pais são responsáveis ​​por você, e tomam decisões por você.

Se você decidiu se converter ao Wicca ou Paganismo, você precisa ter uma conversa de coração para coração com seus pais.

Eles não irão saber o que você está falando, por causa de sua própria doutrina religiosa, e não estão dispostos a deixar você explorar seus próprios caminhos, desde que você faça de uma forma informada e inteligente.

Se sua mãe e o seu pai não têm idéia do que é Wicca ou Paganismo, você precisa ter algo em mãos para ler e informá-los do que se trata, senão será a tal “obra do diabo”…

Para fazer isso, você precisa entender primeiro o que é que você realmente acredita, porque se você não sabe, como você pode compartilhá-lo com outras pessoas?

Faça uma lista das coisas que você acredita, assim você pode compartilhar com eles.

Isso pode incluir seus pensamentos sobre a reencarnação, o pecado, a sua interpretação pessoal da Lei de não prejudicar ninguém, ou idéias sobre como Wicca ou Paganismo pode capacitá-lo e fazê-lo crescer como ser humano.

Se você se sentar e ter uma discussão madura e racional com eles, isso significa que não o julgaram atirando “VOCÊ SIMPLESMENTE NÃO ENTENDE!” – Então você pode ter uma chance de convencê-los de que está tudo bem.

Lembre-se, eles estão preocupados com sua segurança, e por isso é importante que você responda às perguntas com sinceridade.

Em alguns casos, os pais podem se opor fortemente a seu filho praticar Wicca ou Paganismo.

Isso geralmente é devido aos ensinamentos de suas crenças religiosas – e como pais, estão no seu direito.

Eles têm o direito de dizer a seu filho que não é permitido a prática Wicca, e nem ao menos ler os livros sobre o assunto. Se este for o caso em sua família, há uma série de coisas que você pode fazer.

Primeiro de tudo, não minta. Nenhum caminho espiritual pode ter um bom começo, se começa com decepção.

Em segundo lugar, você pode aprender e estudar indivíduos não-Wicca, enquanto você viver com seus pais, e no seu lar.

Estude; Mitologia, história e tradição, sobre ervas e plantas, a astronomia, mesmo a religião que seus pais seguem – todas estas são coisas que serão úteis mais tarde.

Guarde os livros pagãos para quando você é for um adulto e se mudar para sua própria casa.

Wicca ainda estará lá te esperando, depois que você fizer dezoito anos, por isso, enquanto você está vivendo sob os cuidados de sua mãe e seu pai, respeite os seus desejos.

Em outro aspecto;

Agora, se você tem pais que depois de esclarecer do que se trata wicca e bruxaria te permitirem praticar a arte, você foi abençoado por quem mais te ama na vida.

Esta foi uma decisão informada e educada.

Nestes casos, os pais entendem que a espiritualidade é uma escolha muito pessoal.

Seja grato(a) e se importe em compartilhar informações com eles em cada oportunidade. Eles vão querer saber se você está seguro(a), assim seja honesto(a) e aberto(a) com eles.

Mesmo depois de permitirem esta prática, seus pais ainda podem ter regras que eles esperam que você siga, e isso é bom demais.

Talvez eles não se importam por seu estudo, mas não gostem que você acenda velas em seu quarto, ou mesmo incensos.

Talvez eles estejam preocupados com você ingressar enquanto você ainda é menor.

Essa é uma preocupação legítima e normal.

Encontre maneiras de estudar e aprender que não incomode no estilo de educação que seus pais queiram te dar, notifique-os sempre quando for dar um passo diferente.

Afinal, eles estão confiando em você!

Lembre-se, a chave aqui é a honestidade e a integridade.

Você pode não gostar das regras de seus pais, mas você tem que segui-las.

Se desrespeitar seus pais ou tutores de nada servirá e não te levará a lugar nenhum, e sua luz será negativa.

Lembre-se que o trabalho deles como pais é estar preocupados com você.

É seu trabalho como filho(a) respeitá-los e ser honesto(a) com eles.

Você tem uma vida inteira para estudar magia de forma correta.

Como fazer magia sem os instrumentos

Ferramentas e Instrumentos dos Bruxos e Bruxas

Não tenho as ferramentas de Bruxo(a), e agora?

Muitas pessoas me escrevem dizendo não ter as ferramentas de bruxaria por vários motivos, desde seus pais não saberem que querem ser bruxos, até não ter dinheiro para comprar.

Então, serei menos bruxo(a) pro isso?

Nunca!!!

O poder está dentro de você, e não precisa de ferramentas para executar rituais ou magia.

Você quer lançar um círculo, mas não tem um athame ou bastão, use o dedo. Sim, seu dedo vai direcionar se você visualizar e imaginar.

Afinal, nenhum instrumento tem nenhum poder próprio, eles simplesmente são condutores para a sua própria energia.

Eles ajudam sua mente a focar o passo a ser dado, e seus poderes são dados por você quando os consagra.

Chamar os elementos … você não tem alguma coisa para representá-los? Não tem problema, visualize o que representa cada elemento no seu quarto. Por exemplo, uma fogueira, no sul…

As velas devem ser carregadas com energia para o efeito do feitiço, então você pode simplesmente enviar a energia a si mesmo sem o uso de uma vela. O mesmo vale para o incenso.

Você não tem nada para representar o Senhor e a Senhora? Você honestamente acha que vai ser abandonado(a) porque você não tem velas ou figuras para representá-los? Ore, eles vão ouvir.

Quanto não há um altar, qualquer coisa pode servir como um, você não precisa de um altar permanente. Na verdade, você realmente não precisa de nenhuma. O altar mantém suas ferramentas seguras de energias negativas, e você pode fazer um ritual de magia inteiro sem o altar e sem ferramentas.

As ferramentas são simplesmente uma maneira de colocá-lo no estado de espírito para fazer o trabalho e direcioná-lo.

Não se preocupe, seu pedido, seu desejo se realizará se você se concentrar e principalmente focar e imaginar vivendo a situação e acreditando profundamente no seu poder de atração.

Boas Magias

Como ser um Bruxo Zen ou uma Bruxa Zen

MagiaZen por MagiaZen

Ser um Bruxo ou uma Bruxa não é fácil, pois é preciso muito amor e dedicação a tudo, mas principalmente a si mesmo.

Muitos momentos diários podem trazer para o mundo nossa natureza da alma, e liberar a parte intuitiva de nossas vidas

É importante que aproveitemos a vida para atingir a plenitude e encontrar prazer em viver.

A criatividade dos bruxos(as) vão muito além do material, assim fazendo pacto com a vida.

Desenvolva sua criatividade“Toda obra de arte foi, um dia, pigmentos numa tela.”

Henry S. Haskins

Arte e projetos criativos são maneiras de deixar que o espírito se expresse.

Apesar de nos comunicarmos constantemente, nossa verdadeira natureza só aparece em alguns poucos trabalhos únicos.

Faça aparecer seu talento mais oculto, você vai sentir no mínimo um desabafo.

Alguns de nós têm a sorte de trabalhar em áreas onde a criatividade pode brilhar, mas qualquer um pode ser artístico de alguma forma.

Através da pintura ou desenho, da escrita, trabalhos em madeira, música, dança ou outras milhares de outras expressões, nós podemos alcançar o nosso interior e dar à alma um tempo para se mostrar.

Ouça músicas“Música lava a alma das sujeiras do dia-a-dia”

Bertold Auerbach

Música, a boa música, alcança as camadas mais profundas da consciência e resgata algo profundo e primário.

Ouvir música, dançar e cantar é essencial na magia e na vida dos bruxos(as).

A música pode nos mover por entre emoções e pensamentos que nós nunca tínhamos encontrado antes, e pode nos trazer de volta para momentos que nós nunca queremos perder.

Guarde um tempo no seu dia para ouvir o seu CD favorito e escutá-lo passivamente.

Não pense sobre trabalho, escola, crianças ou nada que te preocupe – apenas deixe que a música ache o seu lugar na sua alma.

Use a sensibilidade das artes para se conectar com seu EU e deixe sua vida muito mais agradável.

Consequentemente, o lado da sua vida que te ocupa demais vai levar vantagem com seus momentos de harmonia entre o corpo a a alma.

Mas querido(a) amigo(a), cante, dance e dê risadas todo dia, é um santo remédio…

Leve uma vida mais ZEN, sua produtividade agradece!