Magia Zen

Atração do Amor Universal Místico e Esotérico

A Magia do Sigilo

Como Prosperar no Ano Novo com o Simbolo do Sigilo

Um sigilo é um símbolo criado para uma finalidade específica mágica.

Um sigilo é geralmente composto por uma complexa combinação de vários símbolos específicos ou figuras geométricas, cada uma com um significado específico ou intenção.

Baseia-se no fato de que, se você conseguir atingir seu subconsciente com um desejo, ele se manifestará de modo positivo, ou seja, se realizará.

Para enganar o subconsciente, o mago transmuta seu desejo em uma coisa, um símbolo, e o lança em gnose para que este aja no real sensível.

Possui muitas versões diferentes, principalmente em relação ao lançamento, mas em sua maioria são validas.

O sigilo termo deriva do Sigillum latim, que significa “selo“, embora possa também estar relacionada com a סגולה hebraica (significando segulá “palavra, ação, ou um item de efeito espiritual“).

Um sigilo pode ter uma forma abstrata e pictórica ou semi-abstrato.

O uso atual do termo é derivado do Renascimento, que por sua vez foi inspirada pelas tradições mágicas da antiguidade.

Em usos modernos, o conceito foi mais popularizado por Austin Osman Spare, que publicou um método pelo qual as palavras de uma declaração de intenções são reduzidos em um desenho abstrato, o sigilo é então carregado com a vontade do criador.

 

Como criar um Sigilo Mágico:

O primeiro passo para a criação do sigilo é resumir seu desejo em uma frase, de forma clara, sem muitos detalhes, como por exemplo: “Quero dinheiro para comprar meu apartamento até meu aniversário em Janeiro de 2012″, podemos resumir esta frase para “dinheiro para o apartamento”.

Agora deve-se retirar as letras repetidas, espaços e acentos, resumindo a frase para “DINHEROPATM”.

Essas letras então devem ser dispostas de qualquer maneira, a fim de se criar um símbolo elegante, agradável ao magista.

O importante é ter afinidade com o sigilo que cria, e não o fazer de qualquer forma.

Pode-se retirar ou modificar o que se quiser no símbolo, primando a perfeição e elegância.

É bom frisar que o símbolo não pode ter ligação nenhuma com o intento, já que o objetivo da construção do sigilo é tornar seu desejo algo palpável e que possa passar ao inconsciente sem ser percebido, de modo a modificar a realidade em função do desejo do mago.

No momento da especificação do intento, é bom ser consciente dos meios para obter o resultado desejado.

Dessa forma, alterar o intento de “Quero dinheiro para comprar meu apartamento até meu aniversário em Janeiro de 2012″ para “Quero dinheiro para comprar meu apartamento com o dinheiro da venda de meus livros até meu aniversário em Janeiro de 2012″ pode aumentar a efetividade do sigilo.

Há variadas formas de lançamento de um sigilo, porém a tradicional é feita da seguinte forma: enquanto visualiza o sigilo deve-se afastar da mente todo e qualquer pensamento, principalmente em relação ao desejo e assim criar um “vácuo” em sua mente, isso permitira que o sigilo passe do consciente para o subconsciente de modo despercebido.

O lançamento pode ser feito junto com outras atividades como caminhadas, relaxamento ou sexo, mais uma vez lembrando que a experiência pessoal é imprescindível.

Após o lançamento, o desejo e a expectativa de resultados devem ser afastados da mente.

Evitar a ansiedade por resultados pode ser difícil, mas é necessário para que o desejo se manifeste.

Crie um Sigilo para você. Ele pode ser para prosperidade, proteção, dinheiro, saúde, amor…

Lembrando que o Sigilo é singular e pessoal, não se faz sigilo para outra pessoa, nem para o bem e muito menos para o mal.

Pessoalmente já me deparei com vários sigilos em portas de entrada tanto de residências quanto de empresas.

Como dar um “tranco” na mente

Magia que liberta a percepção

Magia para Colorir

Esta é realmente uma técnica de feitiço para quando você estiver se sentindo bloqueado(a), sufocado(a), ou “preso(a)” a uma realidade da qual você deseja se libertar.

Você vai precisar de uma caixa de lápis de cor ou canetinhas coloridas.

Procure uma imagem ou desenho que lhe agrade e que esteja em preto e branco.

Se possível, fique em um local tranquilo, sem telefone ou movimentação de muitas pessoas. Tente não ser incomodado(a) por um tempo.

Sente-se com o desenho e os lápis, respire fundo, posicione-se confortavelmente e encare o desenho por um instante.

Observe como deveria ser cada espaço do desenho, qual cor deveria ter e/ou ser.

Agora comece a pintar tudo ao contrário…

Exemplo: se tiver um céu no desenho, pinte de qualquer cor que não seja o azul…

Você precisa sair do padrão, tanto do verdadeiro quanto do seu.

O esperado é que você quebre a resposta automática do seu cérebro, saindo do padrão, abrindo sua mente para novas formas de ações.

Hábitos e pensamentos estarão sendo desafiados.

O padrão estabelecido em sua rotina estará sendo abalado.

Esta é uma maneira de acalmar sua mente e sua agitação rotineira, é uma transformação criativa para encarar seus problemas.

Você já observou como as crianças se acalmam quando rabiscam papeis?

Só que somente rabiscar para os adultos não é muito desafiador, mas trocar cores e posições, sim.

Colorindo “fora das linhas” também ajuda, mas no caso de pessoas muito conservadores e regradas.

Pinte seu céu de verde, roxo, vermelho… e saia da angustia, deixe liberar seu sufoco…

Você vai abrir novos horizontes em sua mente.

Magia de construir Mandalas!

As técnicas de construção de mandalas fazem parte do aprendizado dos monges tibetanos, incluindo a memorização dos textos que especificam os nomes, proporções e posições das linhas principais que definam a estrutura básica das mandalas.

Esses textos não descrevem cada linha ou detalhe, mas servem como guias para complementar a ajuda dos monges mais experientes. As mandalas são pintadas e representadas tridimensionalmente em madeira ou metal, simbolizadas por montes de arroz, ou construídas com areia colorida sobre uma plataforma.

A base central segue proporções de 8 x 8, semelhante à arquitetura dos templos indianos tradicionais e dos altares védicos. O ponto cardeal norte é representado à direita, o sul à esquerda, o leste abaixo e o oeste acima. O centro da mandala representa a essência, a natureza búddhica, a própria iluminação.

Geralmente, essas mandalas são construídas no início de uma cerimônia de iniciação para os Indianos, mas como não estamos nos iniciando e nem elaborando mandalas com energia espiritual do Tibet, vamos construir mandalas com lápis e papel!

Escolha um dos esquemas abaixo, e com um compasso e régua, vá criando a base para depois desenhar:

Agora, faça os desenhos que gostar mais, pois a simetria esta na base feita anteriormente:

Para colorir, ponha toda sua inspiração no momento, use cores que lhe agradem muito.

Esta mandala estará com sua energia, sua criatividade, e vai proporcionar uma harmonia espiritual muito boa no ambiente em que você coloca-la.

Faça sua mandala, e faça quantas quiser, carregue com você ou deixe-á no local que preferir. E leia também quais as funções das mandalas na vida!