Magia Zen

Atração do Amor Universal Místico e Esotérico

A Origem da Magia por Merlim

A Magia de Merlim, a original

 

Tudo começou com o maior bruxo de todos os tempos, 

Merlin Ambrosius, sim ele existiu. 

Seu melhor aprendiz era Arthur, que um dia se tornou rei da Inglaterra.

O Círculo de aprendizes de Merlim se pronunciou na Inglaterra naquela época com Arthur sendo o aprendiz que tinha mais poder do que os outros magos do Círculo.

Os camponeses da época consideraram Arthur como rei.

Merlin formou o maior grupo de magos conhecida pela humanidade.

Ele a chamou seu grupo de “The Circle”, O Círculo onde ele era o líder, conhecido pelos membros do Círculo de O Profeta.

Entre os membros incluía Morgan La Fey, a Dama do Lago, Arthur, e todos os cavaleiros chamados da Távola Redonda.

Eles foram todos ensinados por Merlin!

Aprenderam apenas magias branca; magia ofensiva, magia defensiva, a cura, a convocação, e o uso de espíritos como companheiros.

Os três foram eventualmente caminhos separados, no entanto, Merlin guiou Arthur e os cavaleiros, e a Dama do Lago formou um outro grupo de cavaleiros que se achavam os caçadores de dragão, e Morgan La Fey roubou o filho de Arthur com Mordred, criando o menino entre seu novo grupo de magia.

Merlin treinou Arthur até sua morte nas mãos de Mordred, por quem se apaixonou.

Lancelot, sendo o oficial segundo melhor aprendiz de Merlin, assumiu a posição como o Profeta e mentor, até sua própria morte depois de Guinevere.

O Círculo teve uma política de tolerância zero sobre magia negra e faz tudo ao seu alcance para erradicá-la.

O Profeta ensinou alquimia e magia exaltando poderes para a maioria dos bruxos e feiticeiros.

Um grupo de assistentes treinados na magia seguiu com a proteção à humanidade dando origem a diversos grupos e a bruxos solitários também num futuro.

Assim como em toda religião, este estilo de promover de Merlim despertou alguns indivíduos na ordem negra, desviando energias para fazer o mal.

Merlim sempre convocou a proteção à vida como aliança no Círculo.

Após sua morte, começou a Ordem Negra, a formação de bandidos gananciosos e violentos nos caminhos de todas as formas de magia, branco, cinza e preto.

Os seguidores de Morgan La Fey foram perseguidos por não entregarem os seus segredos de magia, foram mortos após torturas por feiticeiros envolvidos com necromancia.

Esta é a base da conhecida Magia de Feiticeiros, onde tudo começou, e começou com o bem, o que os feiticeiros, bruxos e magos atuais tentam resgatar em estudos do que sobrou de informações.

 

Magia da Tradição Hereditária

A Bruxaria de nossa Família é a mais confiável possível

Aprender Magia em Casa e com a Família 

Feitiçaria hereditária é a transferência do sistema da pratica em magia, rituais e encantamentos, enfim a cultura da bruxaria, passada de um membro da família em diante, ou de família para família.

Também conhecida como Tradicionalismo Familiar, a feitiçaria hereditária é a única passagem dos poderes de uma tradição específica através da bruxaria para os membros da próxima geração.

Isto não significa que todos os praticantes de uma linha de Tradicionalismo Familiar vêm de uma linha ininterrupta de bruxas. Alguém tem que iniciar!

Práticas, remédios e magias específicas para cada tradição familiar são segredos bem guardados dentro de uma família, tanto quanto os clãs indígenas com receitas de medicamento específico, que, se compartilhados com ou usado por outro clã, iria resultar numa guerra.

Tais famílias realmente existiram, principalmente de religião popular e magia cultural que foi uma parte tão integral em suas vidas diárias, e nunca foi completamente dizimado em presença do cristianismo ao longo dos séculos.

A magia e as práticas encontradas dentro de feitiçaria hereditária são mais parecidas com magia popular e xamanismo antiga do que as práticas de hoje no Neopaganismo e bruxaria.

A transferência de poder e sabedoria de um membro da família é uma prática antiga das culturas xamânicas em todo o mundo, que acreditavam estar ensinando as gerações mais novas o conhecimento antigo, para salvar tal arsenal.

 

“O chamado de um xamã era geralmente hereditária na sua família, a fim de ser geralmente de pai para filho. Antes de morrer, ele revela o seu espírito ao seu sucessor, que pode começar com um espírito comparativamente fraco e adquirir mais forte e mais forte. “

Xamanismo e feitiçaria por John R. Swanton

 

Feitiçaria hereditária é principalmente associada com bruxarias específicas tradicionais e tradições culturais, que vão desde os curandeiros e médicos de fadas dos países Célticos ao tradicional Stegoneria da Itália – bruxarias que estão entre muitas outras tradições da família baseada nas crenças e folclores culturais.

Existem também alguns covens de bruxaria tradicional (em alguns casos os hereditários) que não aceitam membros de fora de sua herança cultural.

Por exemplo, um coven no País de Gales não aceitaria membros que não são galês.

Isto pode ser visto como uma outra definição de feitiçaria hereditária, onde uma única pessoa pratica uma tradição de bruxaria cultural de sua herança.

Na Grã-Bretanha, como herança cultural é comum existir clarividentes, magos, alquimia de remédios patenteados, quiromantes, enfim, operantes de magia nos dias atuais na maior parte dos círculos sociais.

No entanto, atualmente com a imigração em massa, onde as pessoas podem ver diferentes origens culturais, é muito difícil praticar uma tradição de herança específica.

O mais importante é ressaltar a importância do aprendizado das técnicas em magia e receitas em tradição que, após a morte dos nossos sábios perdemos uma vivência e uma experiência realmente de confiança.

Por mais bobo que pareça, sente-se com seus avós, com seus pais, com seus tios… e aprenda o que eles trouxeram de bagagem, pois essa lição não se encontra em escola de bruxaria nenhuma.

 

 

Como fazer bruxaria?

Bruxaria, um modo de vida natural

É preciso entender que a Wicca, o Paganismo e a Bruxaria que são claramente sistemas de crença espirituais e um modo de vida.

Crentes na Bruxaria geralmente trabalham em covens e cada coven desenvolve seu próprio sistema de adoração, rituais e práticas de feitiçaria com base na experiência e opinião dos membros.

Você pode praticar bruxaria em seu próprio país, sem se juntar a qualquer coven.

A beleza está nesta liberdade de escolha de cada indivíduo em poder decidir seu caminho sozinho ou em grupo, sem qualquer dogma rígido ou regime.

Portanto existem regras sobre como realizar as bruxarias, respeitando leis e normas, só assim sendo considerado como magia.

O primeiro passo para aprender como fazer bruxaria é conhecer pessoas, ler livros e pesquisar sobre bruxaria. Isto permitirá que você compreenda os fundamentos da feitiçaria como uma religião.

O próximo passo é formular sua própria opinião independente sobre a bruxaria ouvindo sua intuição ou pressentimento. Se você se sentir desconfortável com qualquer grupo ou sistema de crença, saia dela.

Ser um bruxo solitário é acatado como decisão, pelo fato de como cada um senti a magia de bruxaria de forma diferente.

A magia universal não tem cobrança ou abordagem, e sim amor e fé, uma prática de modo respeitoso pelo ser humano e a natureza.

Só realize magia quando se sentir confiante em si mesmo, e não existir dúvidas em suas ações.

Quando existir dúvidas no que acredita, use sua intuição e percepção, e se mesmo assim não obter o efeito, servirá de treino e experiência.

Como já foi dito, tente ler sobre cada coisa que for referente a magia antes de colocar em prática.

E lembre sempre que nunca aprendemos tudo, pois o seu ponto de vista ficará mais claro e forte depois de muito tempo praticando e estudando.

Enquanto estiver estudando bruxaria, você precisa anotar associações e características de assuntos que pouco mudam e teorias que você necessita consulta antes de praticar magia.

Mantenha anotações em seu computador, mas tenha também um pequeno caderno com função de ser seu livro das sombras, e que possa carregar onde for.

Anote o que você acha ser o caminho certo para você.

Seja honesto ao expressar sua crença e escrever suas idéias, e quanto mais escrever, mais sabedoria terá acumulado.

Você estará guardando dados que projetaram sua filosofia pessoal e um comprometimento com a magia e o encantamento.

Siga seus instintos, não há certo nem errado, o importante é o significado deste caminho quando você se auto-analizar, olhar para dentro de si e ver que evoluiu…

Está é a beleza de uma religião. Você ser seu próprio guia.

Afinal, depois de tanto estudo, você não estará seguindo algo ou alguém cegamente.

O mais importante é sua percepção, e quando encontrar algo que leia e não lhe agrade, saia completamente.

Faça seu caminho de bruxo ou bruxa amando e respeitando a vida!

O que é um Feitiço?

Feitiços estão estreitamente relacionados com a oração, na medida em que ambos são um meio de petição a uma divindade ou divindades para um determinado resultado desejado, e que exigem a visualização do objetivo, uma declaração de vontade para a meta e a força da vontade interior.

Feitiços também estão estreitamente relacionados com os diferentes métodos de empregar os poderes da mente, como “visualização criativa”, “mente positiva”, e “imagem positiva”.

Tais métodos ajudam a um vazamento do feitiço para enfatizar suas imagens mentais para que ele possa identificar melhor com estas imagens e formar uma meta clara.

 A pessoa que reitera a sua intenção de atingir a meta específica e combina-o com a projeção da sua vontade e da ajuda a invocação dos espíritos, divindades, mestres de luz ou força interior.

A mágica é uma fórmula falada ou escrita, que, no ato de magia ou adivinhação, se destina a criar ou alterar um determinado curso dos acontecimentos. A crença em feitiços e seu emprego, remonta a Antigüidade. Feitiços tornaram-se parte integrante de diversas práticas religiosas e mágicas.

Em conformidade os seus métodos variam de cultura para cultura, mas todos os feitiços em função de um ritual. O feitiço em si consiste em palavras recitadas de invocação para um encantamento juntamente com um conjunto de ações.

Por exemplo, os antigos egípcios acreditavam que palavras eram tão poderosas que recitando permitam alcançar o resultado desejado. Certas palavras e nomes no Poder foram essenciais na magia egípcia e tinham de ser pronunciadas corretamente e com boa entonação.

Existem vários tipos de feitiços. Algumas são benéficas, enquanto outras são prejudiciais.

Seus efeitos são ilimitados incluindo cura, amor, sucesso, dinheiro, fertilidade, longevidade, proteção contra desastres, doença, infortúnio e do mal, exorcismo de fantasmas e espíritos, vitória na guerra e mais de um inimigo, na verdade da divinação, controle e cumprimento das condições meteorológicas.

 Uma pessoa pode lançar um feitiço para ele, ou orientá-la para outra pessoa. Um feitiço positivo é chamado de uma bênção. Um feitiço negativo normalmente é conhecido como maldição, e costuma retornar a quem o lançou.

Magia do Gelo.

Como já disse anteriormente, a energia emanada de um feitiço de magia é de responsabilidade de quem faz a magia. E é preciso cautela em relação ao tipo de ritual.

Nesta magia, as bruxas fazem o encantamento para congelar seu inimigo. Ou seja, você tem a intenção de bloquear a maldade dele em relação a você.

Você vai precisar de um receptáculo pequeno e opaco, um frasco de molho Tabasco (pimenta) e uma foto ou algo escrito pela pessoa que você quer congelar. Em último caso, alguma coisa pequena da pessoa, e se nada você conseguir, escreva em um papel a descrição da pessoa e o nome desta completo.

Escolha a Lua certa, o dia da semana, e conclua a magia do feitiço.

Coloque a foto, pertence ou escrita da pessoa no fundo do receptáculo. Salpique um pouco de molho de pimenta em cima, se concentrando na pessoa.

Encha de água até perto da boca. Coloque no freezer, entoando enfaticamente por sete vezes:

“Fervendo e de repente congelando,

Seus poderes agora estão se amarrando.”

Deixe no congelador até ter o resultado. Depois jogue tudo no lixo!

A magia está pronta!